Como cultivar uma atitude mental produtiva? por Aline Daher


Já faz quase 11 meses que eu voltei para minha cidade natal. O mesmo período de tempo durante o qual estou seguindo regras de distanciamento e isolamento social, usando máscaras, limpando tudo o que entra em casa com álcool. Enfim, seguindo todos os protocolos de higiene ao máximo.

Mas também são quase 11 meses mais próxima da minha família, depois de anos de encontros bem eventuais. Só isso já compensou toda e qualquer dificuldade trazida por todas as mudanças que passei desde setembro de 2019. Mas não foi isso que me fez superar as dificuldades e agir para meu próprio crescimento.

No final de 2019, sai de São Paulo, depois de 8 anos trabalhando na escola DeROSE Method da Vila Mariana. Deixei amigos e uma vida estável para empreender em Santos. Estava buscando me adaptar ao clima da cidade, ao ritmo de trabalho, às perspectivas, quando chegou a primeira quarentena.

Eu já tinha planos de visitar meus pais, em Campinas, então vim para cá. Os meses foram passando e embora estivéssemos todos trabalhando online, passei, como muitos de vocês, por um período de revisão das minhas últimas decisões e do meu propósito. Depois de 3 meses de intensas reflexões, decidi voltar a viver na minha cidade natal.

Senti tristeza, raiva, medo, enfim, tudo o que uma pessoa normal vivencia com tantos planos interrompidos. Como eu treino minha autopercepção há anos, eu me vi diante da seguinte escolha: me vitimizar e ficar lamentando as decisões tomadas, repetindo aquele discurso clichê de como antes era bom (risos), ou me abrir para as oportunidades que surgiram e treinar ainda mais intensamente a mesma resiliência e inteligência emocional que proponho a meus alunos. 

Aumentei o tempo dedicado a respiratórios, descontração e meditação para estabilizar as emoções, um treinamento de reprogramação mental, para manter meu foco no que queria realizar, e dediquei bastante tempo, especialmente no início da primeira quarentena a curtir minha família, reforçando os laços e a sensação de acolhimento.

Passados 4 meses em isolamento social, entrei para a equipe linda do DeROSE Method Cambuí, onde os amigos Vanise, Daniel e Nívea me acolheram super bem! Foi imenso o prazer de voltar a conviver (ainda que online) com esses amigos, e trabalhar diariamente para levarmos o que temos de melhor aos nossos alunos e àqueles que buscam o estilo de vida que preconizamos.

Durante este período, muitas oportunidades surgiram, viabilizadas pela conexão digital: dei palestras para estudantes e profissionais da Unicamp, minha cunhada me convidou para escrever para o Insta da Biblioteca que coordena, fui convidada para fazer parte de um projeto para treinar habilidades socioemocionais numa formação de Jovens Empreendedores, fiz o treinamento para ser facilitadora do Programa Mindfulness Design, comecei um podcast, passei a produzir mais conteúdo sobre o que ensino, criei eventos para reunir pessoas em prol do aprendizado contínuo e muito mais.

Será que eu teria enxergado as oportunidades se eu estivesse com uma atitude mental rígida, focada no passado, naquilo que havia me gerado insatisfação, ou mesmo no futuro, e naquilo que poderia me fazer insatisfeita? Eu acredito que não. Que todos os anos treinando minha mente aberta, meus insights, minha criatividade, minha resiliência, minha autopercepção e a capacidade de gerir a ansiedade e o estresse foram cruciais para que eu agarrasse as oportunidades que hoje fazem meu dias mais felizes e promissores, apesar de todos os desafios que ainda sei que vou enfrentar.

A pandemia segue batendo à nossa porta, e cultivar a resiliência ainda será fundamental. Portanto, agora é o momento de intensificar os treinamentos, de cuidar bem-estar, de cuidar das pessoas que amamos, perto ou longe, de nos dedicarmos a construir e cultivar uma atitude mental mais produtiva. É preciso aceitar que não vamos controlar o mundo à nossa volta, mas podemos mudar nossa forma de olhar para o que acontece e reagir de forma produtiva, que nos faça crescer, que inspire outras pessoas.

Você quer saber o que são todas essas ferramentas que citei? Quer ter uma titude mental mais produtiva?

Então, te convido para conhecer, até 2 de fevereiro gratuitamente, nossos treinamentos de meditação e mindfulness e nossos workshops para desenvolver esta atitude mental, resiliência e bem-estar tão almejados para atravessar este período da nossa história.

Para cadastrar-se e acessar as aulas, acesse o link: https://online.derosemeditation.com/cambui.

Em fevereiro, você vai agradecer ter começado a acessar hoje!

**************

Aline Daher está, há 10 anos na área de desenvolvimento humano. É professora do DeROSE Method e Facilitadora do Programa Mindfulness Design. Graduada em jornalismo, dedica-se à produção e edição de conteúdo há mais de 17 anos.

E-mail: [email protected]

Instagram: @aline_daher

LINKEDIN: Aline Daher

Spotify: https://spoti.fi/3j8jMXi



Siga-nos

DeROSE 4Companies
Desenvolva o foco e a clareza mental, aumente sua vitalidade e gerencie seu nível de stress.

Instagram



Sobre

O DeROSE Method é uma proposta de reeducação comportamental, que desenvolve a alta performance e melhora a qualidade de vida.

Nosso método desenvolve sua habilidade de silenciar a sua mente, e melhorar a clareza mental. Por outro lado, aumentará sua vitalidade e nível de energia, desenvolvendo um corpo saudável que contribuirá para uma mente também saudável.